Header Ads

Em lágrimas, Gonçalo Quinaz faz confissão: “Arrependo-me de ter traído da forma que traí…”


 

Perto da grande final desta edição do Big Brother, os quatro finalistas foram chamados ao cubo para fazerem uma retrospetiva e um balanço da sua participação neste reality show e a revelar como se imaginam no futuro.

Gonçalo Quinaz deu início a esta atividade e acabou por se emocionar ao recordar a mágoa que sente pelos erros cometidos no passado: “Eu mudava muita coisa. Eu vivo com um grande sentimento de culpa dentro de mim e arrependo-me muito […] Tenho vergonha porque vindo de mim é contraditório, vindo de mim pode soar a mentira. Mas a verdade é que eu arrependo-me de ter sido a pessoa que fui, arrependo-me de ter traído da forma que traí e acho que nunca me vou perdoar sinceramente“.

Continuar a ler

Acho que nunca me vou perdoar a mim próprio porque sei de onde vim e não sei como é que a dada altura da minha vida me pude tornar naquela pessoa fútil, egoísta, que era só o meu bem-estar que interessava“, admitiu o concorrente, que confessou o arrependimento: “Muitas vezes eu queria estalar os dedos, fazer o tempo voltar atrás e fazia tanta coisa diferente“.

Questionado sobre o que podia ter mudado na sua vida, Gonçalo Quinaz não escondeu: “Ter vivido para a família, foi um sonho que eu tinha, concretizei o sonho e depois facilitei. Não fui um homem, não fui responsável, fui imaturo e estraguei muito daquilo que era a minha vida, daquilo que eram os sonhos de outras pessoas, da minha família no geral, e isso não tem como ser apagado“.

Desafiado pelo Big Brother para partilhar como se imagina daqui a 10 anos, o ex-futebolista admitiu o objetivo de juntar os seus três filhos num único momento: “Tenho um sonho e esse meu sonho poderia ser um sonho nem que de 5 minutos se tratasse que era eu puder ter um momento a sós com os meus três filhos, uma conversa… A única coisa que me falta na vida é mesmo isso, nunca tive nem sei se algum dia terei“.

Veja o vídeo aqui.

Com tecnologia do Blogger.